fbpx
 Atraso salarial: denúncias podem ser feitas para o Ministério da Economia

Vereador T. Coronel Paccola visitou o Ministério da Economia pertinente as declarações de funcionários de empresas pagas pela Prefeitura de Cuiabá.

Desde o lançamento do aplicativo QAQ PACCOLA, que recebe sugestões, denúncias e proporciona transparência dos projetos e leis que tramitam na Câmara Municipal de Cuiabá, colaboradores tem enviado denúncias de atrasos salariais por empresas pagas pela Prefeitura de Cuiabá. Dentre elas, está a Norge Pharma, responsável pela gestão logística de medicamentos do Centro de Distribuição de Medicamentos e Insumos de Cuiabá (CDMIC) e Empresa Cuiabana de Saúde Pública.

O trabalhador que estiver com o salário, férias, falta de recolhimento do FGTS e demais direitos trabalhistas em atraso ou com dúvidas na disposição da contratação, pode solicitar esclarecimentos e realizar uma notificação sigilosa por telefone, como também preencher o formulário online do Ministério da Economia, ligado a Superintendência do Trabalho de Mato Grosso para que uma fiscalização surpresa seja realizada.

Desde que os decretos municipais começaram a impedir o funcionamento das atividades econômicas, muitas companhias deixaram de pagar seus encargos (despesas de pessoas físicas e jurídicas) prejudicando não só a economia, como colaboradores de empresas público/privadas.

“Visitamos estas empresas que são pagas pela Prefeitura de Cuiabá, o que ouvimos dos seus gestores, são de que os atrasos salariais não ultrapassam 10 dias, diferente da versão apresentada por eles, que relatam atrasos superiores há 03 meses, permanecendo sem recursos para abastecer seus veículos, até privação de mantimentos básicos, e quando deixam de ir trabalhar por falta de condição, ocorre desconto salarial”, esclarece o vereador.  

Contatos: (65)3616-4801/ (65)3616-4811 / (65) 99687-9353

Site para denúncia: www.gov.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?