fbpx
 Vereador T. Coronel Paccola diz que limpeza do Rio Cuiabá é questão de auto responsabilidade

O parlamentar esteve na ação de limpeza das margens do Rio à convite do Vereador Kássio Coelho.

Vereador T. Coronel Paccola participou da limpeza do ribeirão que deságua no Rio Cuiabá na manhã desta quarta-feira (24). O parlamentar alertou sobre a auto responsabilidade e ficou impressionado com o acúmulo e proporção dos lixos encontrados que se multiplicam em decorrência das chuvas.

“A limpeza do Rio Cuiabá é questão de cidadania. Sabemos que os esgotos in natura desabam de maneira ilegal no rio, poluindo e fazendo com que esta área deixe de proporcionar lazer para quem mora na região. Não é o poder público que vem jogar lixo aqui, se trata da consciência e da auto responsabilidade para que nosso rio não continue sendo poluído e morra”, diz Paccola.

O sistema de coleta e tratamento do esgoto são importantes para a saúde da pública, pois evita contaminação e transmissão de doenças, além de preservar a natureza. O esgoto não tratado contém micro-organismos, resíduos tóxicos, bactérias e fungos. Seu despejo provoca a destruição do ecossistema, mortandade dos peixes e a destruição da vegetação.

Foram encontrados pneus de caminhão, latas de tinta, capacetes, latas de óleo automobilísticos, latas de leite, além de animais mortos e muitos outros entulhos. “Nossa ação não é um ato feito como vereador, é uma atitude de cidadão. Não temos como fiscalizar e nem responsabilizar ninguém aqui neste local e sim fazer nosso papel como munícipe. A auto responsabilidade é a competência e a capacidade de assumirmos tudo que acontece ao nosso redor, gerando oportunidades e desenvolvimento pessoal”, esclarece o vereador

O Rio Cuiabá possui 647 km de extensão e banha inúmeros municípios de Mato Grosso, dentre os quais a capital. É um rio poluído pelas dezenas de toneladas de lixo que são jogadas diariamente pela Grande Cuiabá, sendo por um longo tempo local de extração mineral de areia.

As equipes ainda não finalizaram o relatório da quantidade de lixo retirada das margens nas últimas semanas, mas devem protocolar um pedido para que a manutenção e limpeza dos córregos sejam de responsabilidade da Secretaria de Serviços Urbanos de Cuiabá. “É preciso que cada um faça seu exercício de cidadania, sua auto responsabilidade para que esse rio não morra, temos que dar continuidade a conscientização e educação de não jogar lixo nas ruas, para que este lixo não venha parar aqui, mudando nossa cultura. Lembro que na minha infância este rio era cristalino e hoje estamos vendo esta riqueza nesta situação. Para se ter peixe vivo, precisamos ter água”, finaliza Paccola.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?