fbpx
 Paccola: “Ensinar uma mulher a se defender é a maior prova de amor e de fidelidade”

O vereador por Cuiabá fez a afirmação durante a Audiência Pública na Assembleia Legislativa de Mato Grosso que discutia a efetiva necessidade do porte de armamento pelos CACS.

“O homem deve incentivar a mulher à conhecer, dominar e ter uma arma de fogo”: essas foram as palavras do vereador por Cuiabá, Tenente Coronel Paccola durante a Audiência Pública realizada na ALMT que debateu o risco da atividade e a efetiva necessidade do porte de armas de fogo aos CACs (Caçadores, Atiradores Esportivos e Colecionadores, integrantes da entidade de desporto).

O parlamentar, que também é empresário, possui um treinamento voltado para público feminino, conscientizando mulheres pela autoproteção. Inicialmente projetado para dar suporte às mulheres dos militares, o curso hoje atende o gênero de todas as áreas. “O homem sabe que se ele tentar fazer algo contra ela, ela poderá se defender, inclusive contra ele. Se tem alguém que precisa saber e ter condições de autodefesa são as mulheres”, relata Paccola.

Paccola ainda citou que as mulheres e familiares dos militares presos na Operação Simulacrum viveram momentos de vulnerabilidade por terem seus nomes expostos pela mídia e estarem recolhidos nos quartéis podendo ter suas casas invadidas por marginais, reforçando a importância do uso responsável da arma de fogo como instrumento de defesa.

Dados coletados junto ao Exército Brasileiro registram que o país chegou ao final de 2019 com um total de 82.567 caçadores com registros ativos de CACs, que   incluem colecionadores e atiradores, que somam o montante de 396.955, 50% maior em relação a 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?