Paccola

Paccola diz que a câmara só vai ter “alívio” quando abrir investigação

O vereador Tenente-Coronel Marcos Paccola (Cidadania) afirmou que a Câmara de Cuiabá só vai ter um alívio quando ceder à cobrança da sociedade e abrir uma Comissão Processante contra o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB).

“Nós só voltaremos a ter paz dentro do Parlamento quando os vereadores entenderem que não é uma questão de revanchismo ou de oposição por oposição, mas por fazer aquilo pelo qual a população paga o nosso salário”, afirmou.

Até o momento, a base do prefeito já conseguiu enterrar sete requerimentos que pediam a investigação do emedebista, além de quatro pedidos que nem mesmo chegaram ao plenário e foram “descartados” pela Mesa Diretora.